O primeiro jornal fast-news do Nordeste
JUAZEIRO DO NORTE - CE
GUIAJUANORTE
Cidade
Capa  26/07/2015    Edição 341

 
Juazeiro do Norte
 
 
Cidade que mais cresce no Ceará é um
dos 73 mesopólos econômicos do Brasil
 
  Conhecida no Brasil e no exterior como Cidade do Padre Cícero, maior centro de catolicismo popular da América Latina, que recebe mais de 2,5 milhões de visitantes por ano, Juazeiro do Norte surpreende turistas e estudiosos de todo o mundo porque é muito mais do que isso: é o único centro de romarias do mundo que apresenta extraordinário desenvolvimento demográfico, urbano, econômico e cultural. Próximo de completar seu primeiro centenário como cidade, em 2011, e contando hoje com cerca de 300 mil habitantes, Juazeiro do Norte exibe a performance de uma pequena capital no interior do Nordeste. Exerce liderança, atração e influência sobre 52 cidades do Nordeste central do Brasil, totalizando 1 milhão e 750 mil habitantes, sendo 32 do Cariri, com 1 milhão de habitantes, e outras 25 cidades da Paraíba, Pernambuco e Piauí, somando 750 mil habitantes. Ao contrário de alguns dos mais famosos santuários do mundo, como Aparecida(Brasil), Fátima(Portugal), Lourdes(França) e Loreto(Itália), que atravessam os tempos apenas como centros de peregrinação, sem crescimento populacional e econômico, Juazeiro

do Norte mantém-se, desde 1872, quando Padre Cícero assumiu sua capelania, como lugar de crescentes romarias do Nordeste e de formidável progresso em todos os sentidos. Desde sua emancipação política em 1911, vem apresentando acelerado e palpitante ritmo de desenvolvimento, sem parar, tornando-se famosa como a Cidade que mais cresce no Ceará. Quem chega ao Juazeiro pensando apenas em encontrar e conhecer a segunda maior estátua do Brasil e terceira do mundo - do Padre Cícero, no alto da colina do Horto - algumas das mais belas igrejas do Cariri ou o Luzeiro do Nordeste, maior torre metálica da região com 111 metros de altura, é tomado por seguidas e agradáveis surpresas. Juazeiro do Norte surpreende mesmo: é o maior centro comercial e industrial do interior do Ceará e um dos maiores do Nordeste; é o terceiro maior pólo da indústria calçadista nacional, depois de Franca(São Paulo) e Novo Hamburgo(Rio Grande do Sul); é o terceiro maior centro nacional de comercialização de produtos folheados em ouro; é o principal centro do artesanato brasileiro em variedadee qualidade; é o mais importante centro da literatura de cordel no País;

é o maior centro de educação universitária do interior do Ceará, com 50 Faculdades; tem a considerada melhor Faculdade de Medicina do Nordeste, pioneira no ensino médico privado; oferece o melhor ensino médio do Nordeste, segundo avaliação oficial; é sede nacional da indústria Sínger, fabricando e exportando máquinas de costura para mais de 120 países; tem o melhor ginásio de esportes do Ceará e o maior estádio de futebol do interior do Estado; possui dois clubes de futebol integrando a elite do futebol cearense e um deles, o Icasa, disputando o Campeonato brasileiro e outras competições nacionais; realiza, anualmente, a maior Feira de Negócios do interior do Nordeste; promove a maior festa de São João do Ceará; dispõe da melhor rede hoteleira do Cariri e o melhor hotel resort do interior do Nordeste; é sede do Aeroporto Regional do Cariri, cujo movimento é o que mais cresce no Brasil, segundo a Infraero, acima da média nacional; e tem a TV Verde Vale, a primeira emissora de televisão do Vale do Cariri. Por tudo isso, Juazeiro do Norte, situado em posição estratégica e de convergência do Nordeste central, está chegando ao seu primeiro centenário de história como um dos 73 mesopólos econômicos do País, sob a influência direta do macropólo São Paulo, o principal e um dos 11 macropólos do Brasil. Por tudo isso, tem atraído mais e mais investidores em todos os setores produtivos da economia e da sociedade, especialmente no comércio, na indústria, na educação e no turismo. Com um dos menores territórios municipais do Ceará e maior cidade do interior do Estado, Juazeiro do Norte vem, há mais de 40 anos, liderando um processo de conurbação, expandindo seu desenvolvimento urbano na direção da segunda e terceira mais importantes cidades do Cariri - Crato(110 mil habitantes) e Barbalha(60 mil habitantes), formando, assim, o núcleo metropolitano JUABC. Daí sua condição de Metrópole do Cariri, exibindo o progresso e a pujança de uma pequena capital no interior do Nordeste.  

COLUNÁRIO Menezes Barbosa Jota Alcides Fábio Tavares Luiz Carlos Renato Casimiro Abraão Batista
Willkier Barros Geová Sobreira CineJuanorte Cariricatura MusaJuanorte Editorial
ColunadaHora TribunaJuanorte QuemSomos Leitores Expediente Links

GuiaJUANORTE